Teste do Pezinho Ampliado? O que é isso?

Se lembram do post anterior em que falamos da importância da realização desse teste em neonatos?

Ele é essencial para detectar doenças graves precocemente, o que permite que o bebezinho tenha acesso a um tratamento imediato adequado, prevenindo assim, prejuízos em seu desenvolvimento, sequelas graves e até morte.

O teste oferecido pelo SUS consegue diagnosticar sete doenças e toda a família tem direito aos resultados, para se preciso, correr o quanto antes em busca de tratamento.

Mas existe um tipo de teste do pezinho ainda mais eficiente: o Teste do Pezinho Ampliado!

Ele consegue diagnosticar cerca de 50 patologias diferentes que podem ser prejudiciais à saúde do bebê.

Algumas dessas doenças são:

  • Anemia falciforme
  • Fibrose Cística
  • Hiperplasia adrenal congênita
  • Galactosemia
  • Deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD)
  • Toxoplasmose congênita
  • Deficiência de biotinidase


Mas o que devo fazer se alguma dessas doenças for detectada no teste do pezinho ampliado, Dra?
Caso o diagnóstico seja positivo, normalmente é solicitado que o bebê passe por novos exames para confirmar a doença. Após essa confirmação, o médico, em consenso com a família, recomendará o melhor tratamento.

Por isso mesmo é essencial fazer o teste do pezinho entre o terceiro e quinto dia após o nascimento! Assim, caso o exame dê positivo para alguma das doenças, o diagnóstico precoce pode ser essencial para que o tratamento dê certo.

E onde posso realizar esse tipo de teste?
Algumas maternidades, quando se acha necessário, encaminham o bebê para fazer o teste do pezinho em locais como a APAE por exemplo, ou mesmo em laboratórios especializados, porém ele pode ser encontrado na rede privada de saúde!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − 6 =